Mês: julho 2008

ilegal, imoral ou engorda

Postado em Atualizado em

Depois que li no FalaPalermo, nosblogamos, conar, acontecendoaqui sobre o episódio do CONAR censurar o slogan da Nova Schin, não tenho dúvidas que estamos em crise criativa. As duplas precisarão de psicólogos. A Publicidade e propaganda está na UTI em termos de criatividade e censura. Ou será uma conspiração entre concorrentes onde o CONAR é o ator dessa hipótese maluca ou não? Seja o que for, ouvi hoje no rádio a Adriana Calcanhoto e o Erasmo Carlos numa releitura desse clássico dos anos 70 (1976 para ser exato – vinil que traz o mesmo título do post),  separei um trecho da música pra você ler mas se puder ouvir melhor. Imaginei o criativo cantarolando em desabafo a tudo isso.  como achei que essa letra se encaixa no caso, resolvi compartilhar.

ilegal, imoral ou engorda (roberto carlos e erasmo carlos)

Vivo condenado a fazer o que não quero
Então bem comportado às vezes eu me desespero
Se faço alguma coisa sempre alguém vem me dizer
Que isso ou aquilo não se deve fazer

Restam meus botões…
Já não sei mais o que é certo
E como vou saber
O que eu devo fazer
Que culpa tenho eu
Me diga amigo meu
Será que tudo o que eu gosto
É ilegal, é imoral ou engorda

Há muito me perdi entre mil filosofias
Virei homem calado e até desconfiado
Procuro andar direito e ter os pés no chão
Mas certas coisas sempre me chamam atenção

Cá com meus botões…
Bolas eu não sou de ferro
Paro pra pensar
Mas não posso mudar
Que culpa tenho eu
Me diga amigo meu
Será que tudo que eu gosto
É ilegal, é imoral ou engorda

enjoy

Anúncios

a beleza é contagiante

Postado em Atualizado em

O comercial completa a nova fase de comunicação do Boticário, inaugurada no início de julho com a assinatura Acredite na Beleza. (no comercial a assinatura é: a beleza é contagiante – nota do adtudo)

O filme chama-se “Contágio” e mostra um mundo ‘alto-astral’ e colorido, completamente diferente do primeiro filme, intitulado “Repressão”, que trazia um ambiente sem vaidade, em preto-e-branco.

Ficha Técnica – Filme

Anunciante: O Boticário
Título: Contágio
Produto: Institucional
Diretor de Criação: Marcello Serpa, Dulcidio Caldeira, Luiz Sanches
Criação: Renato Simões, André Kassu, Marcos Medeiros, Bruno Prosperi
Produtora: Produtoras Associados
Direção: Pedro Becker
Fotografia: Fernando Oliveira
Rtvc: Egisto Betti
Trilha / Locutor: Hilton Raw
Montador / Editor: Pedro Becker
Finalizadora: Produtora Associados, Casablanca
Atendimento: Fernão Cosi, Ana Carolina Boccia, Caroline Gouveia, Yoshiko Saito
Planejamento: José Luiz Madeira, Cintia Gonçalves, Sabrina Guzzon, Caique Tizzi
Mídia: Wanderley Jovenazzo, Thelma Rodrigues, Viviane Vela
Aprovação: Artur Grynbaum, Andrea Mota, Fernando Dutra, Evandro Madeira

fonte:ccsp

Segue o filme repressão para sua comparação.


Particularmente, acho que estes filmes estão alinhados com a comunicação global – perceba que tem algo, bem distante, mas tem um algo de la coste – Aquela do cara que pula as ondas no pier – da lambreta do mercado livre, lembra a fotografia da campanha da levis walk the line – repare na direção de arte, cores, cenários, trilhas da nova campanha mesmo a da beleza é contagiante, tem algo de Broadway no ar, muito bom, porém não fala só com brasileiros mesmo! este é meu olhar. Pergunta: você já deixou de pensar em O Boticário como opção para presentes? – enjoy

SOS Gravatá

Postado em Atualizado em

Li no Blog do Palermo e peço aos leitores do adtudo de acessem o sosgravatá para entender sobre o projeto e quem sabe se envolver com ele, toda ajuda acredito que seja bem-vinda. Palemo escreveu:

O Daniel Elwanger, aluno lá da Estácio, está divulgando um movimento que vale a pena: SOS Gravatá. É o seguinte: o costão direito da Praia Mole, conhecido como Canto do Gravatá, está ameaçado pela construção de um empreendimento imobiliário. Mais um na Ilha! A garotada do surf e as pessoas ecologicamente conscientes realizam amanhã, domingo (27/07/2008), uma manifestação pela preservação do lugar. Campeonato de surf, DJ, show ao vivo com Dazaranha e uma caminhada ecológica que será (foi) realizada às 13 horas, ali mesmo na Praia Mole. Quer saber mais? Surfe aqui: http://www.sosgravata.org/

fotos:sosgravatá

Pessoas, é bom ficar ligado no movimento, valeu? enjoy

skin tattoo digital

Postado em Atualizado em

Pessoas, falei com o André do nósblogamos sobre o post abaixo, e ele me lembrou de uma parada de tatoo digital, lembro ter visto o mesmo que ele, algo sobre a Philips. Fui buscar e …

o Leo do Tattooshow explica:

Trata-se de uma nova linha de pesquisa da  gigante Phillips sobre novas tecnologias de nano sensores que são na verdade microscópicos artefatos que interagem por exemplo, a um estímulo elétrico.
Esta tecnologia promete revolucionar o aproveitamento de energia e também a manipulação de resultados sobre estímulos externos.

Bem, fiquei pensando: – Que coisa mais sinistra, vai ser mais revelador que qualquer outro estímulo que temos, pelo menos em termos de percepção visual. No Ig, reportagem de Rafael Rigues,  encontrei mais:

Um engenheiro norte-americano desenvolveu um conceito de um monitor sem fio movido a sangue que pode revolucionar a medicina e, quem sabe, as artes. Batizado de “Digital Tatoo Interface”, o dispositivo consistiria em uma fina tela composta de silício e silicone. Enrolada como um tubo, ele seria inserido no braço através de uma pequena incisão, e desenrolado em um espaço entre a camada muscular e a superfície da pele.

Em sua superfície, haveria uma microscópica matriz de esferas de tinta que podem ser manipuladas e mudar de cor com uma carga elétrica, se comportando como pixels em um monitor. Controlando um campo elétrico e quais esferas estão pretas ou transparentes, seria possível formar imagens na superfície da tela, visíveis através da pele como uma tatuagem dinâmica e interativa. O conceito é similar ao já utilizado em produtos baseados na tecnologia de papel eletrônico (e-Ink, ou e-Paper), como o leitor de e-Books Kindle, da Amazon.

A eletricidade necessária para o funcionamento do aparelho viria do próprio sangue do usuário: dois tubos, ligados a uma artéria e uma veia, circulariam sangue através de uma minúscula bomba, que converteria a glicose (açúcar) no sangue em energia elétrica. O dispositivo poderia se comunicar com outros aparelhos, de equipamentos médicos a telefones celulares, via Bluetooth. Em vez de tirar o celular do bolso para ver quem está ligando, bastaria olhar para o próprio braço.

O produto, por enquanto, ainda é apenas um conceito. Mas pelo menos parte da tecnologia necessária já é realidade: pesquisadores japoneses já desenvolveram uma minúscula bateria, do tamanho de uma moeda, capaz de produzir 0.2 miliwatts de energia elétrica a partir de substâncias encontradas no sangue do usuário.

Me parece que são tecnologias semelhantes, porém diferentes, enfim. Imagina agora as frases que a gente não gostaria ou gostaria de dizer quando se está puto, alegre, triste ou com a emoção que você queira imaginar. A gente podia dizer: – “tua cara já diz tudo!”- The best Lou Reed – enjoy

Tatoo. Um ato eterno enquanto dure.

Postado em Atualizado em

Pessoas

Acho que nunca fiz um ou uma tatoo, por acreditar em minha constante reavaliação de gostos e tendências. Mas quem sabe agora dá. Ou quem sabe outro dia. Lembro que exite um Sol que o Miguel – não o Veiga – fez para uma campanha experimental TI da Estácio de Santa Catarina. Achei um ícone muito interessante, na epoca até pedi pra ele me enviar para até que enfim fazer uma tatoo. O fato é que nunca chegou – um presságio acho eu, enfim… Quanto ao mercado de tatoo, percebo, como a grande maioria que há uma mudança de imagem quanto a este estilo de vida, sutil? não. Reality Shows como o Los Angeles Ink exibido no People and Arts e este anúncio de um estúdio da Vila Olímpia em Sampa, me faz crer que o modelo de negócio mudou e tende a mudar. Evoluir? não tenho certeza se este é o termo correto, mas mudar, sim. Enjoy

tipo: midia alternativa
titulo: Significados não faltam para você eternizar.
redação: Gera de Paula
direção de arte: Jarede Brasil
direção de criação: Mauricio Cavalcanti
agência: Rai Comunicação
anunciante: Yes Tatoo
produto: Institucional
fotografia: Juca Nas
aprovação: Luis Fernando
comentários: Campanha veiculada em Mica.
data_veiculação: 10/05/2008

PS.: Como sugere o anúncio é para eternizar. Entendeu o meu dilema?  – caso queira aqui você encontra dados sobre cuidados com sua tatuagem.
Sou conservador neste ponto e mais Vinícius – […] eterno enquanto dure. Por outro lado, a imagem abaixo acrescentei ao post por achar maravilhosa a direção de arte, as cores, a produção e a referência retrô com ares de pinup da foto. Enjoy again

pimenta

Postado em

enjoy