Mês: março 2010

uma questão: o conceito

Postado em

Pessoas, uma questão que sempre fica pairando nas cabeçinhas dos futuros publicitários (um emprego que você já pode começar a  trabalhar como diretor – segundo meu amigo Moreau), é o conceito de ou da campanha. Na literatura acadêmica vejo que quem trata do assunto, o aborda com tato e de forma, permita-me dizer, superficial. Em consultas a colegas como Fernando Palermo, Diego Moreau, Túlio Sá, Madu Madureira, Sergio Calderado entre outros concordamos mas não definimos um conceito pra conceito de campanha, por isso gostaria de exemplificar de forma simples e direta e assim ajudar nossos leitores e alunos nas próximas campanhas. O Conceito da ou de campanha está no Briefing, ou melhor, na análise dele, vasculhe e o encontrará. Pode ser uma qualidade, pode parecer um posicionamento, pode parecer um slogan. Ele, o conceito forte, coerente, “simples” entre outros adjetivos, gera possibilidades variadas de adequação de temas, isso Tema, de ou da campanha vou exemplificar.

Campanhas Skol (F/Nazca Sacchi & Sacchi)

Conceito: Desce Redondo

Slogan: A cerveja que desce redondo

Tema:
“Quadrada” (aquela antiga do gordo peludo que desce pela garganta) / “Tá na roda, tá redondo” (se não me engano é a do “vamo armar um buteco ae”) / “Redondo é ri da vida” e “latas” aquela do carnaval – como meus alunos carinhosamente chamam: – “bloco de seis”. 

Sacou? com um conceito bom e “simples” (não deixo de repetir que ser simples dá trabalho) você pode trabalhar anos a fio com uma comunicação eficiente, coerente e que fixa na mente do consumidor. Acho que é isso. enjoy :c)
A foto abaixo é da galera do blog sossegados 

Anúncios

a vez dos redatores (ou psv crônicas)

Postado em

Mauro, Kelly e Cia estão mirabolando algo que achei duca* um espaço que valoriza os signos que dão origem a códigos que dão sentido, significados e significantes, “coisas” lingüisticas de primeira, ops… tecla SAP – um espaço pra soltar o verbo, enfim uma boa janela pra os novos talentos – segue release na íntegra. Enjoy:c) e fique ligado o PSV Cronicas vai ao ar nesta sexta. Sigam os bons no twitter.

PSVcrônicas. É pra soltar o verbo.

O PSV – Portfólio Sem Vergonha – é uma rede social que disponibiliza briefings variados e muito completos a fim de incentivar e ajudar os aspirantes a redação e direção de arte a montarem seu portfólio. Já são mais de 1.200 cadastrados entre estudantes de comunicação, estagiários e profissionais, que participam dos desafios e mandam suas peças para o júri avaliar.
Seguindo esta mesma metodologia, o PSV acaba de lançar o PSVcrônicas – o braço textual do Portfólio Sem Vergonha. A ideia é proporcionar o ponto de partida para a elaboração de textos dentro de um prazo determinado. Os textos recebidos serão respeitados e publicados no Crônicas, onde profissionais capacitados irão escolher o vencedor através dos quesitos: original, interessante, imaginativo e, obviamente, que obedeça as regras gramaticais.
A palavra – e toda sua gama de atrativos e atraídos – será a máxima do PSVcrônicas.
O primeiro desafio já começou. Veja no site o tema escolhido, envie seu texto e participe dessa disputa literária.

Dúvidas e informações, fale com a equipe PSVcrônicas:
@PSVsite @kellyveiga @joaopitanga @maurosergio @diegojock

tv vrs internet

Postado em

estrada

Pesquisa do centro de estudos Nielsen aponta que os norte-americanos estão assistindo TV e usando a internet ao mesmo tempo e quase 60% dos telespectadores usam a internet junto com a televisão ao menos uma vez por mês.

Segundo o relatório do Nielsen, os resultados do estudo desmentem temores de que a internet estaria ganhando popularidade em detrimento da televisão tradicional.

A preocupação inicial era que a internet, vídeos e entretenimento móvel iriam, aos poucos, tirar o público de TV tradicional, mas o aumento contínuo desse público, junto com a expansão do uso, indica algo bem diferente“, disse o líder de produtos de mídia do Nielsen, Matt O’Grady.

O relatório sobre o quarto trimestre de 2009, que registrou dados de público de televisão, internet e mídia por celular, mostra um aumento de 35% no tempo que norte-americanos passam em frente à TV e na internet ao mesmo tempo, em comparação com o mesmo período de 2008.

Os norte-americanos passam 3,5 horas por mês assistindo à TV enquanto navegam na web, diz o estudo.

Já o uso de vídeos móveis aumentou 57% no ano, de 11,2 milhões de pessoas para 17,6 milhões. O crescimento é atribuído principalmente ao aumento nas vendas de smartphones.

As informações são da Reuters. colhidas no CCSP

Peço atenção ao último ítem, a tendência é evoluir tb nas bandas tupiniquins. enjoy :c)

você está no olho do furacao

Postado em Atualizado em

Prepare-se, usar eco bag é só o princípio. Reveja suas práticas cotidianas e seu consumo. Estamos em uma época comparada ao Renascentismo e a Revolução Industrial ou seja de mudanças extremas na economia, na sociedade mas fique atento: – estamos em transição. As mudanças não ocorrem por decreto ou por datas agendadas e sim por fatos históricos e para seu governo daqui a 20 anos vamos falar do sucesso ou fracasso de nossos atletas na copa do mundo ou das olimpíadas no Brasil e você vai lembrar de você e de suas atitudes, as mesmas que farão a diferença no mundo nos próximos anos, como dizem alguns de meus alunos: – “Ah! ce tá falando do efeito borboleta”, pode ser, se você entender que este seja o melhor significado para você ou gaia ou estamos todos conectados (antes mesmo da internet). Como dica de leitura sugiro o livro Necessary Revolution de Peter Senge e colegas. Ele autor do livro a 5º disciplina, promete sacudir as estruturas novamente. Kioto, Eco 92 e Rio+10 entre tantas é só o início. Prepare-se.

Curiosidades sobre o autor:

“As escolas de negócios são, de modo geral, verdadeiros desastres.”

É assim que Peter Senge, há décadas professor da Sloan School of Management do Massachusetts Institute of Technology (MIT), qualifica o atual sistema de ensino mundial. Para ele, o sistema ignora as especificidades dos negócios não permite que surjam inovações e desconsidera as demandas locais por mudanças.

Fonte: MKM consulting’s Weblog para saber mais acesse.

Veja o que te espera ou não – enjoy:)

hora do planeta

Postado em

Pessoas… não consegui postar no perdiessaaula ianda… tenho problemas com navegador, categorias, mas esse ano ainda vou postar :)… estou sem conexão, uso da estácio onde o que me interessa é bloqueado… por sorte consegui fazer esse post. segue o toque e espero que vc compre a idéia.

dia 27 de março de 2007, a partir das 20:30h. Apague as luzes, desligue e ou desplugue-se… sugiro que vc deixe de lado até seu inseparável twitter. e ao contrário do que mostra a imagem da divulgação, acenda uma velinha se necessário. para entender melhor acesse o llink do doc pdf do movimento ou acesse o wwf, até para saber sobre a pegada ecológica.

O que é Pegada Ecológica – A pegada ecológica de um país, cidade ou pessoa corresponde ao tamanho das áreas produtivas de terra e mar necessárias para produzir e sustentar determinado estilo de vida. É uma forma de traduzir, em hectares, a extensão de território que uma pessoa ou toda uma sociedade “utiliza”, em média, para sustentar suas formas de alimentação, moradia, locomoção, lazer, consumo entre outros.

A Pegada Ecológica não é uma medida exata e sim uma estimativa. Para calcular as pegadas foi preciso estudar os vários tipos de territórios produtivos (agrícola, pastagens, oceanos, florestas, áreas construídas) e as diversas formas de consumo (alimentação, habitação, energia, bens e serviços, transporte e outros). As tecnologias usadas, os tamanhos das populações e outros dados, também entraram na conta.

Vamos aderir? eu já agendei no meu celular. enjoy :c)