convergência digital

de tweet em tweet

Postado em Atualizado em

Imperdível… vou aplicar prova nesse dia e não tenho ainda como estar em dois lugares ao mesmo tempo.
Mas para quem me acompanha no blog, passa lá que vai ser demais! lembro que a incansável Carol se joga de cabeça naquilo que ela curte, gosta, acredita e principalmente sabe! Bacana como uma pergunta gera outras perguntas que geram assuntos maravilhosos para livros, esse é um belo exemplo. Carolina, sucesso, ainda quero minha versão autografada e tals.

Anúncios

strawberry fields… forever?

Postado em Atualizado em

 Sensacional. oportuno e não tenho certeza se a parada se concretizou… tem uma cara de fake, só a ação.

Description: John Lennon, The NYC Years: To promote the opening of this exhibit at The Rock & Roll Hall of Fame Annex, die-cut strawberries containing the event info were mounted on stakes, then planted in the Strawberry Fields section of Central Park in New York. Instead of mailing/distributing invites by conventional means, pedestrians actually picked the strawberry invitations from the grounds of Strawberry Fields, located across the street from where Lennon lived and was murdered–making the experience a very personal one. The John Lennon exhibit became the most successful exhibit in the museum’s history.

Insight: Strawberry Fields was a Salvation Army children’s home in Liverpool, England where John Lennon often played as a child. Lennon later wrote a song about it titled Strawberry Fields Forever, with The Beatles. After John Lennon was murdered, a section of Central Park, located across the street from where Lennon lived & died was dedicated to John’s memory. It was named Strawberry Fields.

Advertising Agency: Knarf, New York, USA
Creative Director: Frank Anselmo
Art Directors: Michael Lubrano, Kimberly Yau
Copywriters: Kimberly Yau, Michael Lubrano

drumbeat – um sentido a mais à colaboração

Postado em

Sábado, Dia 22 de Maio 14hs as 19hs no Coisas de Maria e João, Geral do Sambaqui, 1172 – Florianópolis/SC

Se você ama a internet, pode se perguntar: a web vai permanecer tão interessante, criativa e inventiva quanto é hoje daqui a 100 anos?

A Fundação Mozilla, criadora do Firefox, pensa que a internet pode e *deve* ser assim no futuro – mas, pra isso, ela deve permanecer aberta e livre. Para que ninguém não tenha que pedir permissão na hora de criar projetos na internet (nem a governos, nem a empresas). Para que ninguém tenha seu acesso piorado ou bloqueado quando estiver compartilhando cultura e conhecimento. Para que haja menos interesses políticos ou de mercado, e mais interesse público na rede.

É por isso que estamos começando a Batucada, uma iniciativa Mozilla Drumbeat no Brasil. Drumbeat é uma comunidade global que convida professores, artistas, advogados, cineastas e outros que usam a Internet no seu cotidiano para fazerem coisas que tornam a web melhor, e que ajudem a mantê-la aberta por um longo tempo. Já pensou em contribuir para traduzir o conteúdo da internet – inclusive o que está em vídeo – para português e várias outras línguas? Ou então ajudar as pessoas a entenderem melhor as questões da privacidade na rede? Ou produzir arte e cultura para festejar a abertura da web? Ou educar estudantes e outros públicos sobre a internet aberta? Queremos que você se envolva e participe da nossa versão tupiniquim da Drumbeat, a Batucada. E por isso estamos realizando um evento na sua cidade – assim você nos conta o que acha da história e juntos pensamos como podemos contribuir com essa causa.

Off e online, estamos construindo uma nova comunidade, que inclui nerds e geeks, mas também professores, artistas, designers, blogueiros, advogados e mesmo pessoas legais do governo. Venha para a Batucada Florianópolis aprender como você pode ajudar a manter a Internet aberta, ou então venha mostrar aos outros o que você já está fazendo pela web!

Confira a Agenda Batucada Florianópolis, e fique a vontade para adicionar um tema para discussão, editando diretamente nessa página, ou enviando um e-mail para mozilla-drumbeat-brasil@googlegroups.com

Só mais uma coisa: a comunidade global Drumbeat também apoia projetos de web aberta que trabalham com tornam a Internet mais aberta e livre.  Confira os projetos existentes ou crie/registre o seu em www.drumbeat.org/projects (por enquanto só em Inglês).

Venha para a Batucada para aprender, colaborar, ou mesmo propor um novo projeto de internet aberta.

Os eventos Batucada (como outros da comunidade Mozilla Drumbeat), são:

  • Ativos e participativos: nós vamos estar fazendo e construindo a internet aberta.  Menos conversa, mais ação!
  • Um convite para as pessoas que amam a Web, mas não são necessariamente nerds ou geeks.  Como parte da Batucada, as pessoas podem fazer muito mais do que software.  Videos, legendas em várias línguas, música, peças de arte, projetos de design, cursos, livros e muito mais!
  • Oportunidades para construir redes locais de pessoas apaixonadas pela web e para compartilhar o seu trabalho local com uma comunidade global.
Venha preparado para compartilhar sua visão para o futuro da Web, para contar os desafios que a internet propõe ou soluciona no seu trabalho e nos seus projetos de vida, e para dividir idéias de novos projetos que enfrentem esses desafios. Mais importante ainda, venha preparado para colaborar e construir a internet aberta!

O que? Drumbeat Florianópolis
Quando? 22 de Maio – 14hs as 19hs
Onde? Coisa de Maria e João, Geral do Sambaqui, 1172 – Florianópolis/SC

Atenção:
Para confirmar sua participação, preencha o formulário em http://moourl.com/drumbeatfloripa

Contamos com a sua participação! Até lá 😉

invente seu jeito de ajudar

Postado em

O cidadão do vídeo abaixo encontrou seu jeito de propagar, nesse caso é propaganda mesmo. ou seja no youtube ele diz isso mas os responsáveis pela ação são: Advertising Agency: Jack Watts Currie, Sydney, Australia, Art Director: Ben Pearce, Copywriter: Simone Bartolini, Account Manager: Sonal Taank, Digital production: Wasabi, PR: Maverick, Media: OMD, Production house: Deep End – enjoy:c)

ele diz no youtube:DanTheAdventurous — 8 de abril de 2010 — My girlfriend put me up to have all of my body hair waxed in a very public location – Sydney’s Circular Quay! All dosh raised goes to Australian Red Cross, so once the pain subsided, it was replaced by a nice warm feeling.

To get involved in the latest Red Cross campaign, all you have to do is use their new Facebook app and encourage your friends to raise money by ‘doing the deed’. Whether it’s a body hair concern like in my case, or a dare to give up Facebook for a week, or run a marathon, it’s all for the love of humanity, so give it a go – I did!

Visit http://fortheloveofhumanity.com/ (um aplicativo para facebook)

tv vrs internet

Postado em

estrada

Pesquisa do centro de estudos Nielsen aponta que os norte-americanos estão assistindo TV e usando a internet ao mesmo tempo e quase 60% dos telespectadores usam a internet junto com a televisão ao menos uma vez por mês.

Segundo o relatório do Nielsen, os resultados do estudo desmentem temores de que a internet estaria ganhando popularidade em detrimento da televisão tradicional.

A preocupação inicial era que a internet, vídeos e entretenimento móvel iriam, aos poucos, tirar o público de TV tradicional, mas o aumento contínuo desse público, junto com a expansão do uso, indica algo bem diferente“, disse o líder de produtos de mídia do Nielsen, Matt O’Grady.

O relatório sobre o quarto trimestre de 2009, que registrou dados de público de televisão, internet e mídia por celular, mostra um aumento de 35% no tempo que norte-americanos passam em frente à TV e na internet ao mesmo tempo, em comparação com o mesmo período de 2008.

Os norte-americanos passam 3,5 horas por mês assistindo à TV enquanto navegam na web, diz o estudo.

Já o uso de vídeos móveis aumentou 57% no ano, de 11,2 milhões de pessoas para 17,6 milhões. O crescimento é atribuído principalmente ao aumento nas vendas de smartphones.

As informações são da Reuters. colhidas no CCSP

Peço atenção ao último ítem, a tendência é evoluir tb nas bandas tupiniquins. enjoy :c)

red bull race em jerusalem

Postado em Atualizado em

Pessoas, me desculpem pela ausência, é que a paternidade consome muito do meu tempo e eu a adoro, gostaria de estar fullt ime e na minha opinião, a licença paternidade deveria ser de seis meses. Entre uma tarefa e outra “pesquei” essa ação da Red Bull, muito bacana, mas se fosse no Brasil?… enjoy :c)

sikum_galgalim_ENG

Advertising Agency: Avraham, Israel –  Creative Director: Mr. Fonarov – Art Director: Maayan Shwartz – Copywriter: Adi Eini – Published: October 2009

“Why so serious?”

Postado em Atualizado em

Esse post é em especial para meu dupla e amigo batmaniac Diego  Moreau – do perdiessaaula, por falar nisso, caro leitor, “se liga” que o perdiessaaula prepara grandes novidades. enjoy:C) – pra ti Dieguito! Ah! o texto abaixo está na íntegra, o blog faz um excelente cobertura. Acompanhe a entrevista exclusiva ao Terra com Alex Lieu, diretor de criação da 42 Entertainment.

whysoseriousinterna

Juanjo Montanary, especial para o Terra – Direto de Cannes (

Muitos meses antes de “O Cavaleiro das Trevas” (Dark Knight) se tornar um sucesso de bilheteria, seus responsáveis já sabiam que estavam diante de algo mais do que um típico filme de super-heróis. O próximo passo foi dizer isto ao resto do mundo. Tal missão foi confiada à 42 Entertainment, uma agência especializada em fazer coisas nunca antes feitas e que já havia chamado a atenção de toda a indústria com campanhas revolucionárias para o game “Halo” ou o lançamento do álbum “Year Zero” da banda Nine Inch Nails (ganhadora do Grand Prix de Cannes em 2008), entre outras.

A 42 desenvolveu a famosa campanha “Why so serious?” (Porque tão sério?), visando se destacar em um mundo saturado de mensagens convencionais. A agência criou um imenso jogo multimídia, centrado na internet e desenvolvido no mundo real, para que todos os envolvidos participassem e terminassem se sentindo cidadãos de Gotham, a cidade de Batman. Entre suas conquistas, a campanha conseguiu reunir 250 pessoas atrás de pistas em um parque de San Diego, nos EUA, recebeu fotos de famílias de 56 diferentes países, vestidas como o Coringa e, em resumo, impactou de forma não convencional mais de 10 milhões de pessoas.

Acompanhe a entrevista exclusiva ao Terra com Alex Lieu, diretor de criação da 42 Entertainment:

Vocês já realizaram campanhas para nomes conhecidos como Batman, Halo e Nine Inch Nails. Como vocês realizam seu trabalho quando não há um gancho tão famoso?

Nós não precisamos de uma marca estabelecida, mas de poder identificar um público que tenha uma verdadeira paixão por algo, e assim nos certificamos de tocar sutilmente esta paixão. Por exemplo, se você deseja fazer algo relacionado ao futebol, existe um público que carrega uma enorme paixão e você pode encontrá-los falando diariamente do tema em muitos sites da web. Este é um ótimo exemplo de público com o qual é possível trabalhar e se destacar, proporcionando uma divertida experiência que pode fazer parte de forma nunca antes experimentada.

Pode-se dizer que consiste basicamente em plantar uma semente em uma comunidade e em seguida essa comunidade a faz crescer?

Sim e não. Nem sempre recorremos a comunidades ou fóruns de outras pessoas para plantar as sementes. O que fazemos é lançar as coisas e descobrir organicamente os sites em que se fala sobre o tema. Isso às vezes torna nosso trabalho mais difícil, pois temos que onde essas conversas e fóruns foram desenvolvidos, porém é normalmente algo que cresce muito rapidamente.

Após um sucesso tão grande como o “Why so serious?”, vocês aplicarão a mesma estratégia a outras campanhas?

Existem algumas estratégias centrais que estão sempre em nossa forma de pensar, mas aprendemos ao longo do tempo que há coisas que funcionam muito bem e outras que nem tanto. E os clientes não querem fazer a mesma coisa que antes. Por isso, somos sempre obrigados a proporcionar algo diferente e único, ainda que compartilhe o conhecimento e aprendizado que tivemos. Além disso, nós nos dirigimos a diferentes públicos e alguns deles ainda não tiveram a experiência real de ser convidado para um jogo e encontrar as pistas no mundo real.

Vocês estão especializados em públicos jovens? Deve ser difícil mobilizar públicos mais velhos para que façam coisas como se vestir de Coringa.

Bem, esse é um exemplo extremo do que fizemos, e foi algo interessante na forma de contar a história. Na internet, você pode ter contato pessoas muito apaixonadas e demograficamente mais diversificadas do que se pensa. Com O Cavaleiro das Trevas, tivemos um ótimo equilíbrio entre os públicos masculino e feminino. A princípio, ficamos surpresos com as campanhas do Halo, do Nine Inch Nails e especialmente com O Cavaleiro das Trevas, pois se supõe que sejam coisas destinadas especialmente aos jovens do sexo masculino entre 15 e 25 anos, e sem dúvida temos esse público, mas esse público se estende muito além, pois as pessoas gostam de se verem envolvidas em histórias, construir coisas em conjunto, trabalhar em comunidade e todos gostam de falar.