blog

drumbeat – um sentido a mais à colaboração

Postado em

Sábado, Dia 22 de Maio 14hs as 19hs no Coisas de Maria e João, Geral do Sambaqui, 1172 – Florianópolis/SC

Se você ama a internet, pode se perguntar: a web vai permanecer tão interessante, criativa e inventiva quanto é hoje daqui a 100 anos?

A Fundação Mozilla, criadora do Firefox, pensa que a internet pode e *deve* ser assim no futuro – mas, pra isso, ela deve permanecer aberta e livre. Para que ninguém não tenha que pedir permissão na hora de criar projetos na internet (nem a governos, nem a empresas). Para que ninguém tenha seu acesso piorado ou bloqueado quando estiver compartilhando cultura e conhecimento. Para que haja menos interesses políticos ou de mercado, e mais interesse público na rede.

É por isso que estamos começando a Batucada, uma iniciativa Mozilla Drumbeat no Brasil. Drumbeat é uma comunidade global que convida professores, artistas, advogados, cineastas e outros que usam a Internet no seu cotidiano para fazerem coisas que tornam a web melhor, e que ajudem a mantê-la aberta por um longo tempo. Já pensou em contribuir para traduzir o conteúdo da internet – inclusive o que está em vídeo – para português e várias outras línguas? Ou então ajudar as pessoas a entenderem melhor as questões da privacidade na rede? Ou produzir arte e cultura para festejar a abertura da web? Ou educar estudantes e outros públicos sobre a internet aberta? Queremos que você se envolva e participe da nossa versão tupiniquim da Drumbeat, a Batucada. E por isso estamos realizando um evento na sua cidade – assim você nos conta o que acha da história e juntos pensamos como podemos contribuir com essa causa.

Off e online, estamos construindo uma nova comunidade, que inclui nerds e geeks, mas também professores, artistas, designers, blogueiros, advogados e mesmo pessoas legais do governo. Venha para a Batucada Florianópolis aprender como você pode ajudar a manter a Internet aberta, ou então venha mostrar aos outros o que você já está fazendo pela web!

Confira a Agenda Batucada Florianópolis, e fique a vontade para adicionar um tema para discussão, editando diretamente nessa página, ou enviando um e-mail para mozilla-drumbeat-brasil@googlegroups.com

Só mais uma coisa: a comunidade global Drumbeat também apoia projetos de web aberta que trabalham com tornam a Internet mais aberta e livre.  Confira os projetos existentes ou crie/registre o seu em www.drumbeat.org/projects (por enquanto só em Inglês).

Venha para a Batucada para aprender, colaborar, ou mesmo propor um novo projeto de internet aberta.

Os eventos Batucada (como outros da comunidade Mozilla Drumbeat), são:

  • Ativos e participativos: nós vamos estar fazendo e construindo a internet aberta.  Menos conversa, mais ação!
  • Um convite para as pessoas que amam a Web, mas não são necessariamente nerds ou geeks.  Como parte da Batucada, as pessoas podem fazer muito mais do que software.  Videos, legendas em várias línguas, música, peças de arte, projetos de design, cursos, livros e muito mais!
  • Oportunidades para construir redes locais de pessoas apaixonadas pela web e para compartilhar o seu trabalho local com uma comunidade global.
Venha preparado para compartilhar sua visão para o futuro da Web, para contar os desafios que a internet propõe ou soluciona no seu trabalho e nos seus projetos de vida, e para dividir idéias de novos projetos que enfrentem esses desafios. Mais importante ainda, venha preparado para colaborar e construir a internet aberta!

O que? Drumbeat Florianópolis
Quando? 22 de Maio – 14hs as 19hs
Onde? Coisa de Maria e João, Geral do Sambaqui, 1172 – Florianópolis/SC

Atenção:
Para confirmar sua participação, preencha o formulário em http://moourl.com/drumbeatfloripa

Contamos com a sua participação! Até lá 😉

como parar de fumar?

Postado em Atualizado em

só quem fuma ou fumou sabe quanto é dificil parar. Acho que nem o tal do nioretti poderia me ajudar. A pessoa precisa ter mais que força de vontade ah! isso sim. O Comercial é bacana, pois ao mesmo tempo é uma crítica ao cinema americano, por outro lado, fiquei tentando em saber como aquela paradinha funciona, inclusive entrei no site mas no Brasil, ainda não vi produto similar. Será que a gente acende aquele nicoretti do filme?

O comercial parodia longas substituindo os cigarros dos protagonistas pelo produto que auxilia no combate ao fumo. fonte CCSP

Ficha Técnica:

Creative Type: Cinema – Agency: AMV BBDO  – Advertiser: Nicorette – Campaign title: ‘Films’ – Client name: Ben Peters and Adriana Stosio-Koelbl – Copywriter: Gary Walker – Art director: Huw Williams – Director: Adam Hashemi
Production co. producer: Ben Mann

Tive uma idéia. ATENÇÃO INDUSTRIA FRAMACEUTICA. Criem um cigarro do bem! da saúde. Imagina que ao acender, seu pulmão receberia doses de vitaminas e compostos regenerativos, mais de 400 substâncias. A fumaça limparia os dentes e os deixaria mais brancos e um hálito puro, afinal que fumante não resiste a unzinho depois do almoço ou do café? A fumaça seria como um bom defumador com cheiro de lavanda assim a pessoa não precisava se privar de algo no mínimo gostoso. Já cheirou suas roupas depois de uma night? e a chepa poderia ser mastigável, como uma goma sabor menta.  Ah! um dia eu paro.

a vez dos redatores (ou psv crônicas)

Postado em

Mauro, Kelly e Cia estão mirabolando algo que achei duca* um espaço que valoriza os signos que dão origem a códigos que dão sentido, significados e significantes, “coisas” lingüisticas de primeira, ops… tecla SAP – um espaço pra soltar o verbo, enfim uma boa janela pra os novos talentos – segue release na íntegra. Enjoy:c) e fique ligado o PSV Cronicas vai ao ar nesta sexta. Sigam os bons no twitter.

PSVcrônicas. É pra soltar o verbo.

O PSV – Portfólio Sem Vergonha – é uma rede social que disponibiliza briefings variados e muito completos a fim de incentivar e ajudar os aspirantes a redação e direção de arte a montarem seu portfólio. Já são mais de 1.200 cadastrados entre estudantes de comunicação, estagiários e profissionais, que participam dos desafios e mandam suas peças para o júri avaliar.
Seguindo esta mesma metodologia, o PSV acaba de lançar o PSVcrônicas – o braço textual do Portfólio Sem Vergonha. A ideia é proporcionar o ponto de partida para a elaboração de textos dentro de um prazo determinado. Os textos recebidos serão respeitados e publicados no Crônicas, onde profissionais capacitados irão escolher o vencedor através dos quesitos: original, interessante, imaginativo e, obviamente, que obedeça as regras gramaticais.
A palavra – e toda sua gama de atrativos e atraídos – será a máxima do PSVcrônicas.
O primeiro desafio já começou. Veja no site o tema escolhido, envie seu texto e participe dessa disputa literária.

Dúvidas e informações, fale com a equipe PSVcrônicas:
@PSVsite @kellyveiga @joaopitanga @maurosergio @diegojock

literalmente um anúncio verde

Postado em Atualizado em

naturals

Advertising Agency: Lowe Ginkgo, Montevideo, Uruguay – Creative Directors: Fernando De Clemente, Sebastián Mir. – Art Director: Agustín Acosta – Copywriter: Alvaro Palombo

dia do amigo

Postado em Atualizado em

hug

Achei no wikipédia que o Dia do Amigo foi criado em Buenos Aires, na Argentina, foi gradualmente adotado em outras partes do mundo. dia 20, hoje, faz 40 anos que o homem pisou na lua e descobriu que a Terra é pequena e seus recursos limitados. voltando ao assunto do dia do amigo, há tempos adotei a frase que não lembro quem disse ou onde li, que amigo que é amigo mesmo é aquele que depois de te conhecer bem, ainda assim quer ser seu amigo. Grande abraço a todos os meus amigos, os próximos, os distantes, os que botaram o pé na estrada, aos que sobreviveram (esses me entenderão sem explicação) aos que partiram e aos próximos que virão.  Acabo de pensar em uma comparação que ser amigo é ser como o mar, ter a disciplina e a criatividade  das ondas há dias em que ele te encanta, outros que parece nem existir, e em outros surpreendente. bem, o post está meio quadrado em seu formato, pois a mente está  “a milhão” há um motivo a mais para que o dia 20 seja especial, neste dia 20 nasceram entre outros, Alexandre o Grande, Carlos Santana, o guitarrista, Gisele Bündchen e agora pela manhã, vamos receber alguém muito especial em nossa casa, em nosso meio em nossas vidas e que seja além de uma filha amada uma grande amiga. Seja bem-vinda Ana Carolina, ou carinhosamente Cacá!

nada se perde tudo se transforma

Postado em Atualizado em

A dica é do Guilherme, boa campanha, mas confesso que quem foi meu aluno ou estagiário já viu ou ouviu uma estória semelhante. Mas enfim, remixaram a idéia? Lembro que nos anos 90, século passado, eu andava pela Universidade Metodista, UNIMEP  na dúvida entre ser Jornalista, Publicitário, tocar guitarra a MTV ou me mandar pra Califórnia, entre CACs, DCAs, DCEs, UNE e programas de rádio na FM Municipal, Bj Marcela Matavelli, no meu tempo era o paraíso. ai tinhamos o SEPP, se me lembro bem era a Semana de Estudos em Publicidade Propaganda… mas enfim, lá tinhamos pessoinhas começando na profissão, hoje donos de circos ou savanas recheadas de leões de Cannes. lembro que o Fábio Fernandes era ainda redator da Y&R, o Loducca tb Redador da FCB e o Agnelo Pacheco foi palestrar em um desses encontros, naquela época o Olivetto fazia a gente acreditar na “parada” do pneu furar na porta de DPZ para seu primeiro emprego, o Marcelo Serpa e o Alexandre Gama eram dupla, enfim, outro dia a gente conta melhor outras, o que quero dizer é sobre uma estória que reconto sempre, atribuindo o devido crédito, para quem quer entender a profissão: a história dele era mais ou menos assim:

“Havia um cego, hoje, uma pessoa com restrição visual, que pedia esmola, ou ajuda perto da agência do Agnelo com uma placa que dizia “SOU CEGO”. Como era rotina para chegar a agência, já conversava bastante com o ceguinho pergunto: – Olá José, como andam as esmolas? José responde: – Seu Agnelo, tá fraco viu. Nesse instante o Agnelo pergunta, você me permite trocar essa sua placa? sem pensar, José concorda.

Passado algum tempo, Agnelo volta da agência com uma nova placa e diz: – José, use esta placa até eu voltar de uma viagem ok? Passaram-se alguns dias, no dia do regresso, Agnelo vê José e pergunta: – E ae José? tudo bom? como estão os negócios? José responde: Seu Agnelo, olha que o pessoal abriu a mão mesmo? o que o senhor mudou na placa? Agnelo responde, rapaz, eu disse a mesma coisa só que diferente, troquei as palavras “SOU CEGO” por “É PRIMAVERA, NÃO POSSO VER”.

Pode parecer piegas, mas neste dia eu me apaixonei pela profissão. Então repare o vídeo abaixo, eu creio que neste mundo nada se cria, nada se perde, tudo se transforma como dizia parafraseando Antoine Laurent de Lavoisier. enjoy :c)

twitter x blogs

Postado em

Uma coisa que me intrigou foi que ao testar e aprovar o twitter, percebi que a quantidade de comentários nos posts ficou medíocre, ou seja, abaixo da média, em contrapartida houve um crescimento sensível no número de acessos. É legal ter audiência? alguns dizem que é vital, mas para mim a interação é vital. uma interação ou interatividade com 140 caracteres de cada vez é bacana mas perde-se muito em conteúdo. Follow me… para onde? antes, vamos ouvir uma boa opinião sobre redes sociais (neste caso digitais), as analógicas, se assim podemos chamar, sempre existiram com sua excludência ou acessibilidade.

Pesquisei um pouco e percebi que é mais fácil ter audiência no Twitter que no Blog, como? penso em várias alternativas, mas chamo a atenção para o Post do Major Nelson, é de rolar de rir ou chorar, você escolhe. Não sei se é somente uma paródia visual, mas não duvido que seja por aí. O Angeli fez uma tira do velho Wood que dizia a seguinte mensagem. “O Problema do jovem é acreditar que o mundo começou no dia em que ele nasceu”, ou algo parecido, eu pensei assim por um longo tempo. bem, vou retomar a discussão ou monólogo, vai depender dos comentários. Ah! vou deixar uma deixa de uma matéria do Zeca Camargo no Fantástico. Enjoy :c)